Hora de ir para a escola, e agora?

Professora conversando com crianças na sala de aula da pré-escola

O momento de iniciar na escola é uma decisão muito importante na vida familiar. Dessa forma, essa escolha deve ser feita de maneira tranquila e com a certeza de que é o melhor para a criança, pois é nos primeiros anos de vida (idade em que inicia a educação infantil) que o sistema nervoso central está em pleno desenvolvimento. Isso significa que nessa fase o cérebro humano desenvolve a base necessária que levará para o resto da vida. Dessa forma, é de fundamental importância que essa questão seja levada a sério para que essa construção seja a garantia de um futuro brilhante.

A criança precisa sentir-se segura e tranquila para frequentar o ambiente que os pais escolheram para ela, ou seja, ao trazê-la para escola, desde a preparação em casa, é bom sempre destacar a importância desse ambiente e o que ela irá encontrar aqui (amigos, professora, brinquedos e brincadeiras, trabalhos, etc.). Ao despedir-se dela procure passar confiança pelo olhar, abraço e beijo. É comum nos primeiros dias as crianças chorarem, afinal, estarão enfrentando o desconhecido. Tenham sempre em mente, porém, o que levaram vocês a essa escolha e que o período de adaptação também faz parte do processo de amadurecimento da criança ao ambiente escolar.

Nos primeiros anos de vida a criança precisa ser estimulada em todas as áreas, sejam elas motoras, sociais, afetivas, dentre outras, para assim construir suas redes neurais, pois, como citado anteriormente, é nos primeiros anos de vida que o cérebro está se desenvolvendo ativamente. Isso significa que quanto mais a criança for instigada, desafiada, e quanto mais sua criatividade e imaginação forem despertadas maior serão as conexões que ela fará, e consequentemente, maior bagagem neuronal e plasticidade ela terá futuramente.

A Educação Infantil realizada em ambientes planejados para esses objetivos auxiliam nesse propósito, pois são pensados em cada detalhe para que esses estímulos ocorram da melhor maneira possível, desde exploração de cores, formas, ou seja, espaços físicos, bem como profissionais capacitados para trabalhar a criança como um todo. Com isso, desenvolve-se suas competências e habilidades em todas as áreas próprias da educação infantil, e o principal, a organização da rotina escolar pensada no lúdico. Afinal, é brincando que a criança aprende o que é necessário nessa idade, sem deixar de lado o pedagógico que também faz parte do processo de aprendizagem. Cabe citar também que atividades como brincar de faz de conta, contar e recontar histórias, cantar músicas, explorar diferentes materiais também faz parte da Educação Infantil e contribui para esse desenvolvimento integral da criança.

Por fim, desejamos um excelente início a todos, na certeza de que faremos o melhor para as crianças, que é o que nos move a buscarmos sempre os melhores recursos e informações para que elas recebam educação de qualidade, mas, acima de tudo recebam valores e sejam muito felizes.

Os comentários estão encerrados.